Tel/Fax: 00 55 (41) 3276-4778Telefone: 00 55 (41) 4101-5721

Fax: 00 55 (41) 3276-4778

Celular: 00 55 (41) 8403-2009

Skype: 00 55 (41) 3941-5577

MSN: futebolcia@hotmail.com

Curitiba - Paraná - Brasil

 

 

Nossos Profissionais

GRUPO FUTEBOL Cia

FUTBOL Cia PERÚ

Roberto Jasaui Sabat

00 55 1 225-5182

00 51 1 99031-8651

Lima-Peru

Quem Somos       Nossos Serviços                                                  Fale conosco               

Cuca pede acordo para ter títulos

20/04/2009

 

Depois da vitória sobre o Resende e o título da Taça Guanabara, a torcida do Botafogo entoou o grito "Vice é o Cuca", lembrando do comandante dos vice-campeonatos cariocas de 2007 e 2008. Nesse domingo, após bater os alvinegros por 1 a 0 e a conquista da Taça Rio, os flamenguistas devolveram com o cântico "Ão, ão, ão, o Cuca é campeão". E o treinador quer se aproveitar do reforço da massa.

Vencedor dos três últimos segundos turnos do Estadual do Rio de Janeiro, duas vezes pelo Botafogo, o comandante rubro-negro quer o fim das discussões sobre a validade deste troféu, único que o ex-meia levantou em 11 anos como técnico profissional.

"Tem que fazer um acordo para ver se a Taça Rio vale ou não como título. Se ganho, não sou campeão. No outro domingo, se Deus quiser vou ser campeão - e Ele quer - e vão dizer que só ganhei um Carioca", já antecipa-se o treinador, que diz ignorar as contestações a seus feitos.

"Falam que sou rabugento, e sou assim até em casa. Sou uma pessoa centrada. Se ganho, não solto foguete, e se perco não coloco a cabeça no vaso da privada", discursou, admitindo, no entanto, que se sente um campeão com mais uma vitória na Taça Rio.

"Gosto de ser campeão. É uma sensação maravilhosa em qualquer situação. Estou feliz como estava muito feliz quando ganhei Taça Guanabara pelo Botafogo", lembrou, enganando-se em relação a seus feitos no clube de General Severiano. "E sou novo, ainda tenho muitos títulos a conquistar", completou.

Neste clima, Cuca faz questão até de estabelecer paz com os botafoguenses, ao contrário do que fez no dia seguinte à final da Taça Guanabara, quando declarou estar "ainda mais motivado para conquistar a Taça Rio por causa destes gritos".

"Hoje entendo aquele grito de forma diferente. Amadureci um pouco nisso. Eles não cantam para o Cuca, cantam para o treinador do Flamengo, uma arquirrival. Respeito e admiro a torcida do Botafogo da mesma forma como trabalhava lá", garantiu, recordando-se da qualidade alvinegra nas finais perdidas nos dois últimos anos.

"O Flamengo ganhou naquelas ocasiões, mas fizemos grandes jogos e a torcida do Botafogo estava satisfeita, apesar de aquele grande time não estar marcado por um título", contou, procurando não desperdiçar a lua-de-mel com os flamenguistas. "Esta torcida do Flamengo é fantástica. Nos ajuda e nos empurra muito", elogiou.

Fonte: Gazeta Esportiva